10 de fev de 2016

O julgar parece o mais fácil

"Jamais serei capaz de lidar com todas as cenas que se passam aos meus olhos. Tenta gente morrendo sorrindo, tentas cicatrizes ocultas, tantas risadas dolorosas, e mesmo assim, continuam de pé. Às vezes julgamos tanto o sofrimento dos outros, que esquecemos que já sofremos por algo ou alguém, e pelo simples fato de já termos aceitado, os outros se tornam "idiotas". É que julgar a dor do outro virou um vicio da humidade, mas se parar para pensar, as pessoas só se mantém de pé por quê um dia já caíram. Nunca veja uma cicatriz e julgue alguém, aquela pode ter sido a mais profunda que já aconteceu.
(Rick Negreiros)

E o cantinho de sonhos começa!
Com o blog encantador do Rick Negreiros 
achei incrível começar por ele pelos textos
e forma que ele leva o blog
Você vai encontrar de tudo um pouco, mas
suas ideias também estão expostas
e acho legal essa forma de expor o que você acha.
E esse trecho me chamou muita atenção, pois é uma realidade.

5 de fev de 2016

Inserindo palavras

Depois de você e eu escrevermos uma carta, escrevemos um pós-escrito; depois de escrevermos um livro, poderemos escrever um apêndice ou inserir alguma coisa que omitimos. Mas a esta nossa vida, não poderá haver um pós-escrito. Devemos fazer nosso trabalho agora ou nunca; e se não cumprirmos nosso serviço para Deus agora, agora mesmo, enquanto tivermos a oportunidade à disposição, nunca poderemos cumpri-lo. Se você omitir alguma coisa ontem, você não poderá alterar o fato do serviço imperfeito naquele dia. Se estiver mais zeloso agora, será a obra de hoje; mas o ontem continuará sendo tão incompleto quanto você o deixou. Devemos, portanto, ficar alerta para cumprir a obra daquele que nos enviou, enquanto ainda estivermos no hoje.
C. H. SpurgeonLindos do meu coraçãoVolto Quinta-feira com novas publicaçõesVou visitar minha família!E a partir de quarta começo o cantinho de sonhos!Com carinho Karine Cassol Almeida

4 de fev de 2016

Não me lembro mais qual foi nosso começo. Sei que não começamos pelo começo. Já era amor antes de ser.
Clarice Lispector

As incrições ainda estão abertas para o cantinho de Sonhos, em brevecomeçarei a publicar os textos!Com carinhoKarine Cassol Almeida

1 de fev de 2016

Cantinho de sonhos 4

Olá queridos, nada melhor que começar o mês com o retorno do meu Cantinho de Sonhos!
Funcionara da mesma forma, porém com algumas surpresas a mais. 
Para quem não conhece...
Cantinho de Sonhos é um espaço que cedo no meu blog para publicar o texto de outras pessoas (vocês), e da mesma forma anunciar e divulgar o blog do mesmo. 
É um espaço que depositamos sonhos em linhas.
 O que é?
Primeiramente a oportunidade de um texto seu estar sendo exposto, e também a apresentação de seu blog que é detalhadamente em poucas palavras descrita por mim.
(O texto é escolhido por mim, na página de vocês)
Não tenho blog com textos meus, mas quero participar?
Me mande seu texto e inscrição por e-mail
karine_clau@yahoo.com.br
Como participar?
É só escrever um comentário nesse post, com:
Nome:
URL do blog:
 Estar seguindo o blog. 
Colocar este banner no blog (caso queira ajudar a divulgar):



O que irá ganhar com a participação?
Sempre fazia um sorteio pelo melhor texto, porém dessa vez não irei mais fazer isso, e sim to querendo bolar uma surpresa um presente. Como? Também por sorteio mas aleatório, sem essa disputa de texto melhor. 
Prometo que vou montar algo bem bacana. 
OBS:.Pesso a comprensão e paciência de vocês,
não estipulei ainda data até
que dia irá as inscrições... Mas espero com a participação de vocês.
Qualquer dúvida só perguntar, ou mandar um e-mail
karine_clau@yahoo.com.br

February

Mais um dia, mais um mês na estaca zero, ou melhor na estaca um. Tudo passa tão rápido, os carros correm, os pássaros, os aviões em alta velocidade, os trens, as pessoas correm, os dias... Páginas novas, outras velhas cruzam por nós todos os dias, páginas que carregam histórias e vidas, mas que pela nossa monotonia, nos acostumamos e nos certificamos, somos únicos e robôs. 
Pare, olhe cada página, cada pessoa, não estamos sós, são muitos, milhões de pessoas, de páginas. 
Karine Cassol