18 de mar de 2011


 “Penso em você principalmente como a minha possibilidade de paz — a única que pintou até agora, ‘nesta minha vida de retinas fatigadas’. 
E te espero. E te curto todos os dias. 
E te gosto... Muito.”

(Caio F. )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando.”/Clarice Lispector*