29 de out de 2011

Aquela melodia

Parei com o relógio, nada mais justo nesse momento. Não porque eu queira parar. Parei para ver, para escrever, para ver se as entrelinhas se juntam e formam uma melodia mais bonita, talvez até mesmo aquela melodia que eu havia esboçado com tanto carinho no começo. Ta bem depois joguei em um canto, sujei, amacei por algum tempo e então encontrei ela de novo. Não posso dizer que me causaram lágrimas, apenas surpresas, aquelas estranhas que confrontam você mesmo, então peguei ela naquela noite e a cantei, sem medo sem receio, deixei o vento levar, as palavras os sentimentos falarem por si. Aqui estou dizia eu, aqui estou, de volta, agora guardo a melodia com carinho, com cuidado, como nunca a fiz, pretendo canta-lá por um longo tempo, pretendo...
(Karine Cassol)

3 comentários:

  1. Lindo Karine, amei o texto!
    Sempre que tenho um tempinho venho aqui, o blog é muito lindo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. muuito lindo o seu texto, escreves muito bem!

    http://oamorhadevencer.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Também estou assim... deixando o vento levar as coisas que não precisam ficar aqui... :)

    Lindo post. Beijoos ;**

    ResponderExcluir