11 de out de 2011

Intensidade entre palavras

To meio desafinada para letras esses últimos dias, mas ando muito afinada na minha própria imaginação. Eu gostaria de me entender completamente, mas sou um mistério para mim mesma. Quando olho ao redor vejo que eu não sou igual, sou eu, sou intensa, sou sonhadora... Invento um novo mundo ao meu redor, ao redor de todos para mostrar o quanto é precioso viver. Entendo que nem sempre ando com a maré, as vezes pareço ir contra ela, e então ela penetra em mim e quando você vê já esta no caminho certo de novo. Eu preciso escrever, preciso desabafar comigo mesma, quem dera né? Escrever é um ótimo refúgio, não se compara a Deus é claro. Mas acredito que ele fez com que em palavras eu me encontrasse, que em palavras eu achasse sentido, que em palavras eu venha amar ele mais ainda.
(Karine Cassol)

Queridos leiam o post abaixo

4 comentários:

  1. Escrever, o papel é nosso amigo inseparável. É nele que encontramos os melhores conselhos. Escrever realmente é libertador.
    *-* gostei sim, do blog!

    ResponderExcluir
  2. Acho sensacional essa coisa de ser uma mistério para si mesmo. No fim, você sempre tem algo a mais a descorbrir, procurar, explorar, sabe? ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu também escrevo para tentar em encontrar. E no final só restam belas palavras. Belo blog!

    www.marcode84.com/blog

    ResponderExcluir