2 de dez de 2011

Mudanças

Como para muitos, escrever é meu modo de tornar tudo mais real, mais verdadeiro, e por isso a metáfora "a vida é como um livro" me convence cada vez mais. Vou tomando cada dia como uma página e tudo vai fazendo sentido. Só que é exatamente isso que me intriga: ter cada dia como uma página, e só! Me parece assustador escrever sabendo que no verso há uma página completamente em branco - assim como todo o restante do livro - e que é incerto se haverá folhas suficientes para o término! 
Eu sei que a graça da vida é o proveito do hoje e a incerteza do amanhã; mas é que de uns tempos pra cá meus capítulos prediletos parecem querer se soltar, tô perdendo partes do que há de melhor na minha história, e imagine o quanto isso me faz insegura. É o tempo agindo. Já se deixou levar pelo vento uma das minhas melhores personagens, e por entre dedos seguro outros que quase se foram. Nem sei o que é certo a fazer. Vou só deixar registrado em mim aqueles que realmente merecem e confiar que vento e distância alguma será capaz de acabar o que é verdadeiro. E deixar o tempo agir como lhe convier.
(Camila Costa)
Esses textos lindos, que andam me descrevendo
simplesmente encantador. Esse veio do blog Camila Costa
um cantinho delicado e doce, onde você
acaba conhecendo ela e seus textos, 
bom acho que é assim você escreve, para colocar
para fora tudo aquilo que quer sair.
Mas ai esta, beijão ótimo fim de semana para todos!

4 comentários:

  1. Lindo texto, também me descreveu e muito, escrever é aliviar um pouco do que se sente..
    Obrigada pele visita no meu blog Karine, beijão e um ótimo fim de semana!

    ResponderExcluir
  2. Adoro os textos de Camila, são tão sinceros e bonitos.

    ResponderExcluir
  3. Ebaaaa, meu texto por aqui :)obrigadão, viu? Beeijo

    ResponderExcluir