12 de jan de 2012

A frequência de sua felicidade

Erguia-se para uma nova manhã, docemente viva. E sua felicidade era pura como o reflexo do sol na água.
Clarice Lispector
 Queridos vim pedir perdão, meu computador
teve uns probleminhas e fiquei sem ele
mas aqui estou, desculpa por não avisar nem nada...
Mas agradeço pela visita de todos.
Deus abençoe

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"Escrevo porque encontro nisso um prazer que não consigo traduzir. Não sou pretensiosa. Escrevo para mim, para que eu sinta a minha alma falando e cantando, às vezes chorando.”/Clarice Lispector*