21 de dez de 2010

Gotas de chuva

Onten atraves dos montes, as nuvens escuras começavm a surgir, não isso não me deichou triste, o calor que estava naquele lugar, as nuvens vinham e levavam com elas um vento refrescante, acalmando a tudo que ali estava, quando começou os primeiros pingos daquela chuva fui para fora, estiquei meus braços, levantei minha cabeça, há como é bom ainda poder sentir isso. Há como é bom saber que tenho várias coisas para viver, aquela chuva era tão boa, que dava uma sensação de querer sair, correr, falar com as pessoas, o quanto é bom, o quanto tudo é bom, eu agradeci a Deus naquele momento pois sim, ele que era o dono de tudo isso, e sim ele me entendia mais do que ninguém, aqueles pingos de chuva percoriam meu rosto, até se tornarem em uma enorme chuva. Eu sabia que dentro de mim algo me levava ainda a ter a liberdade, a sensação de que ainda era uma criança.
(Karine Cassol)

2 comentários:

  1. Kari!
    Já respondi o desafio, vou postar lá no meu cantinho. Obrigada tá =DD

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Ahh, a chuvaa. Sempre ela.

    Beijo meu,
    Lilly M.

    ResponderExcluir