19 de ago de 2011

Falta tanta!

Falta tanta coisa para sentir o que um dia sentimos. Falta coragem de assumir, coragem de esquecer, coragem de fazer diferente mesmo quando o que se sente continua igual. E hoje, ao pensar no que escrever eu só consigo me lembrar de uma frase: “Te amo tanto, tanto, tanto que te deixo em paz.” Não vou cobrar nada porque já fomos longe demais. E no fundo eu só quero que você aguarde um pouco mais. Que o tempo nos permita alguns reencontros sem culpas porque é bom sentir sempre mais uma vez. Porque mesmo a gente voltando para outros abraços só o nosso valerá a pena. Porque, quando você está com medo da vida, é na minha mania de rir de tudo que você encontra forças. E, quando você está rindo de tudo, é na minha neurose que encontra um pouco de chão. E, quando precisa se sentir especial e amado, é pra mim que você liga. E, quando está longe de casa gosta de ouvir minha voz pra se sentir perto de você. E, quando pensa em alguém em algum momento de solidão, é em mim que você pensa. Eu sei de tudo. E eu passei os últimos anos escrevendo sobre como você era especial e como eu te amava e isso e aquilo. Mas chega disso.  
Tati Bernardi
Oi queridos publiquei
mais uma parte da história "entrelinhas de um tempo"
Esta aqui Clique aqui!

4 comentários:

  1. Sabe minha linda, tem momentos que a gente passa por isso.
    A gente ama, ama, ama mas também se cansa..
    e é triste essa arte de encontros e desencontros.
    Mas eu espero que os inumeros textos escritos sirvam pra compartilharem a dor de um coração que sente dores de amor. ( A pior que existe diga-se de passagem!)

    ResponderExcluir
  2. É terrivel quando um amor chega ao fim, ainda mais quando os dois ainda se amam!

    ResponderExcluir
  3. Certeza que esta é uma das piores dor que alguém possa sentir =/
    Mas se não houvesse dor é porque não existiria amor.
    Tem um selinho no meu blog para você *-*

    ResponderExcluir