21 de mar de 2012

Os "eus" transitórios no mundo

Guardei tantas coisas, na verdade todos guardamos, por um momento como estava conversando com uma grande amiga minha, quando somos pequenos achamos que ao crescermos nos amadurecemos, que vamos mudar. De certa forma amadurecemos, não batemos mais o pé, não choramos por não conseguir algo, no máximo tentamos, e as vezes a pessoas que nem tentam, eu tento. Acredito. Mas amadurecemos, aprendemos a se levantar diante de um grande tombo. 
A questão é, não mudamos, nós continuamos sempre os mesmos, somos formados a partir disso e continuaremos sendo isso, mudamos algumas opiniões sobre as pessoas, mudamos alguns conceitos sobre nosso modo de ser, mas não de viver, não de sentir, guardei a caixa, eu sei que mudei. Eu sei que cresci. Mas ainda sou aquela garotinha, ainda sou aquela sonhadora, amante das palavras, dos livros, ainda sou eu. Continuaremos sempre sendo nós, continuaremos sempre sendo uma parte nossa transitória nesse mundo gigantesco.
Karine Cassol

4 comentários:

  1. Obrigada pelo recadinho la no blog! com certeza estou seguindo aqui! super beijoo fica com Deus

    ResponderExcluir
  2. Conforme eu lia seu texto eu lembrei de uma conversa entre duas personagens do filme madrinhas de casamento e elas discutiam sobre mudar ou se somos sempre os mesmos, rs.
    Adorei sua reflexão.
    Desejo um ótimo dia para você! Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Meus Deus,muito legal seu post,a frase "A questão é,não mudamos,nós continuamos sempre os mesmos",é bem impactante,parabéns vc escreve muito bem!

    ResponderExcluir
  4. Tem gente que não entende a magia de algusn mementos, coisas, sentimentos do passado, é estimulante se lembrar, é revigorante reviver...


    abraço! to de volta !!!

    uhuuuuu

    ResponderExcluir